29.9.10

não há palavras

horas que não passam, dias que param e a saudade que aumenta de uma maneira exorbitante.o coração pára instantes por o amor ser demasiado fundamental para o meu pequeno ser conseguir manter a respiração ofegante . és como uma droga em mim, vais-me viciando até me levares ao fundo da tua alma onde só a morte que pode libertar de ti .o calor dos olhos brilhantes do beijo intenso que os teus lábios me proporcionaram, naquele momento foste só tu e apartir daí é só a tua presença, o teu amor que me diz respeito a mim , só a mim .

3 comentários:

cátia oliveira disse...

adorei o texto (L)
amo-te muito amor , vem rápido !

mariana silva disse...

eu vou amor, está quase, amo-te ( L )

patrícia disse...

fala muito tu, os teus textos são lindoooooooos *.*