16.12.13

       Eu preciso de explodir, de libertar tudo o que há guardado em mim e me está a matar. Sinto-me sozinha, desprotegida, como se estivesse à noite sob o incerto. Tenho saudades tuas, de uma forma que nunca antes senti. Tinha saudades de estar contigo e agora só tenho saudades de te sentir comigo.
Volta, estejas onde estiveres, volta a colocar-me como primeira prioridade, não te esqueças de que, desde lado, está alguém que faria tudo por ti, não me desiludas e mostra-me que estás comigo. 

Sem comentários: